O apelo de sites como o Curious Cat

Modo Noturno

Uma indagação ontem capturou a minha atenção – por que nos dispomos a deixar pessoas nos mandarem mensagens anônimas em sites como Curious Cat e o novo Sarahah?

A resposta é bem óbvia, mas não menos interessante: atenção. Estamos dispostos a sermos assediados e escrachados por um desconhecido passivo-agressivo qualquer pela chance de sentirmos uma pequena gota sequer de atenção.

É inebriante a ideia que, pelo menos por alguns segundos, uma pessoa qualquer – muitas vezes alguém que nem conhecemos direito – direcionou toda a sua atenção a nós, seja com uma pergunta curiosa ou uma mensagem inocente.

A inevitável xingada ou mensagem de ódio que aparece nas nossas inboxes é um pequeno preço a se pagar pelo sentimento de ser minimamente relevante por alguns segundos. E eu digo isso por que eu regularmente uso o Curious Cat exatamente pra isso – sim, é divertido ter uma rápida interação pra preencher um momento de tédio, mas é o sentimento de atenção que no fim do dia me faz voltar à minha inbox pra ver se chegou alguma mensagem nova.

Podemos bolar a justificativa bonita que quisermos – “quero dar a chance de conhecer novas pessoas”, “quero que as pessoas falem comigo sem medo”, mas internamente sabemos que é tudo balela. A gente quer é ser notado. E mais que os outros.

Afinal, tudo que fazemos na vida é pra atrair atenção, de uma forma ou de outra. No jogo social, a atenção são os pontos de experiência que te fazem subir de nível, ficar mais forte. Seja você o mais introvertido ou extrovertido – ou fique no meio – ninguém sobrevive sem atenção.

Eu, por exemplo, posso ter feito esse post inteiro só pra deixar o link do meu Curious Cat aqui no site que eu já construí e mantenho há mais de 2 anos com o intuito de angariar atenção. Ou posso ter tido só um pequeno insight mesmo, que quis compartilhar – buscando atenção.

O mesmo com você que comentar nesse post ou citar o tweet promovendo-o com a sua reação. Você também está buscado atenção e assim vamos vivendo.

Enquanto muitas vezes não podemos controlar quem nos dá atenção, podemos escolher a quem depositamos a nossa. Portanto, é sempre bom pensar bem antes de fazer uso da sua oferta desse bem tão cobiçado por todos nós.

Ah, e qualquer coisa to lá no Curious.