Incrível projeto visual pinta Tóquio como a ‘primeira cidade cyberpunk do mundo’

Modo Noturno

Talvez exista um lado da cultura japonesa que somente nós, ocidentais, nascidos e criados fora da rocha sólida de suas tradições, somos capazes de enxergar. O que para muitos é comum, para nós se apresenta como um novo mundo, tão estranho quanto cativante. O projeto visual DERIVE, assinado pelo designer e fotógrafo neozelandês Cody Ellingham maximiza esse sentimento à décima potência. Com o objetivo de mostrar as diferentes camadas de Tóquio como uma ‘metrópole cyberpunk’, o projeto foi inspirado pelo livro Neuromancer de William Gibson, cuja trama se passa num submundo nipônico distópico, mas também reflete a própria experiência de Ellingham com a cidade.

Trabalhando como designer, ele saía de casa no começo da manhã e só voltava tarde da noite, raramente vendo suas ruas e fachadas sob a luz do sol, e foi essa relação com a escuridão da cidade que o fez começar o projeto.“É a história: do boom da modernidade há cem anos atrás à explosão econômica dos anos 50, 60 e 70 até a tecnologia ubíqua e a conectividade de hoje em dia. Todas essas coisas afetaram a cidade, assim como deixaram uma sombra nas pessoas que moram lá”, disse Ellingham.

Você confere algumas fotos abaixo, mas para experienciar por completo DERIVE, é preciso acessar a página do projeto. Apenas relaxe e aproveite. Você pode também seguir Cody Ellingham no Twitter e Instagram.

Complexo
Criador do Loly.